MAJ – MOSTRA DE ARTE DA JUVENTUDE CELEBRA SUA 30ª EDIÇÃO NO SESC RIBEIRÃO PRETO COM NÚMERO RECORDE DE INSCRIÇÕES E ARTISTAS CONTEMPLADOS

MAJ – MOSTRA DE ARTE DA JUVENTUDE CELEBRA SUA 30ª EDIÇÃO NO SESC RIBEIRÃO PRETO COM NÚMERO RECORDE DE INSCRIÇÕES E ARTISTAS CONTEMPLADOS

Pela primeira vez, exposição apresenta 40 artistas, exaltando a pluralidade territorial, de gêneros e de linguagens artísticas

Seleção dos trabalhos foi realizada pela dupla de curadores da exposição

André Pitol e Luciara Ribeiro

ACESSE AS IMAGENS AQUI

“ALMA NO OLHO”
Modelo Pavuna Kid  Fotografia digital por Lua Félix
 
“ESÚ”
Modelo Pavuna Kid  Fotografia digital por Lua Félix
 
Imagens retiradas da Intervenção Quem Tem Coragem, de Pavuna Kid

O Sesc Ribeirão Preto inaugura dia 12 de maio de 2022, a MAJ – Mostra de Arte da Juventude. A exposição apresenta, pela primeira vez, uma montagem com 40 jovens artistas e coletivos brasileiros, fruto da ampla adesão às inscrições no edital.  O edital de fomento com foco na produção artística jovem, que contempla pessoas de 15 a 30 anos de idade, recebeu mais de quatrocentas inscrições de diversas regiões do Brasil, registrando um recorde de participação, desde a sua criação no final dos anos 1980.

Para a mostra, o público pode esperar uma experiência baseada no sortimento de autores e pluralidade de linguagens. Em razão da numerosa quantidade de projetos inscritos, inclusive uma considerável parte oriundos de fora do eixo Rio/São Paulo,  buscou-se selecionar a maior diversidade possível de artistas e coletivos em termos de gênero e raça, contemplando mais mulheres do que em edições anteriores e pessoas declaradamente não-binárias, pretas e amarelas. Dentre as obras encontram-se os mais variados suportes artísticos, que perpassam pela pintura, fotografia, instalação, vídeo e escultura.

“A Mostra de Arte da Juventude – longeva iniciativa realizada no Sesc Ribeirão Preto –, criada com o intuito de dar visibilidade à produção de artistas emergentes, busca apresentar um panorama da jovem arte contemporânea, proporcionando o intercâmbio cultural e artístico, bem como ações formativas para os distintos públicos. Desde a primeira edição, em 1989, a receptividade obtida fomentou sua continuidade e, de forma significativa, ampliou seu alcance, partindo da esfera municipal, tornou-se regional e, posteriormente, nacional.”, afirma Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

A materialização dessa exposição da MAJ também é uma oportunidade de difusão e projeção dos jovens artistas selecionados, facilitando o acesso dos mesmos ao sistema das artes. Artistas como Carla Chaim, Jaime Lauriano, Mariana Palma, Renan Marcondes, Sofia Borges e Ilê Sartuzi já exibiram suas obras na MAJ, que também contou com críticos e curadores renomados nas comissões de seleção: Ana Roman, Cauê Alves, Daniela Bousso e Carla Zaccagnini são alguns exemplos.

Para a edição de 2022, coube aos curadores André Pitol e Luciara Ribeiro a tarefa de selecionar os projetos que serão apresentados na exposição. Depois de uma longa e minuciosa análise dos trabalhos, as 402 inscrições se transformaram em 129 artistas pré-selecionados. “Foram muitas e variadas as formas de reflexão sobre os projetos enviados, exigindo retomadas a um mesmo trabalho artístico, formulações e reconduções (novas abordagens) de como dar movimento a esse caminho de maneira séria e criativa até chegarmos (…) ao resultado final”, dizem os curadores, que diante do recorde de obras inscritas, viabilizaram a possibilidade de uma mostra com 40 selecionados.

Luciara Ribeiro, em trecho de seu texto curatorial, também faz uma reflexão norteadora sobre desafios da juventude na arte e a importância e responsabilidade da MAJ nessa seara: “… vale ressaltar o entendimento das barreiras presentes nas entradas dos jovens e da juventude nos sistemas das artes e da cultura (…). É dever da MAJ se manter como casa que acolhe e escute a juventude que se apresente como campo de exposição, formação e emancipação.”.

Nova plataforma digital e ações formativas

Como comemoração às 30 edições da MAJ, será lançada uma plataforma digital dedicada à memória do edital onde constarão informações de exposições como fotografia e textos, além da relação de nomes dos artistas, curadores e críticos que ajudaram a construir a história da Mostra de Arte da Juventude. Haverá, também, uma programação paralela, com extensa gama de atividades como um programa público de cursos, ações formativas e conversas com artistas e curadores.

SOBRE OS CURADORES

André Pitol

Pesquisador na área de Artes com experiência em projetos e cursos sobre Fotografia e História da Arte. Estudou na Fundação das Artes de São Caetano do Sul e na Universidade de São Paulo, onde concluiu mestrado em Artes, linha de pesquisa: História, Teoria e Crítica de Arte (2016) e bacharelado em Artes Visuais, habilitação em Gravura (2013). Atualmente é doutorando no PPGAV-ECA-USP com pesquisa sobre Curadoria Digital e projetos artísticos contemporâneos no Leste Europeu.

Luciara Ribeiro

Educadora, pesquisadora e curadora. Mestra em História da Arte pela Universidade de Salamanca (USAL, Espanha, 2018), onde foi bolsista da Fundación Carolina, e pelo Programa de Pós-Graduação em História da Arte da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP, 2019), onde foi bolsista CAPES. É graduada em História da Arte pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP, 2014) com intercâmbio na Universidade de Salamanca (USAL,Espanha, 2012). É técnica em Museologia pela Escola Técnica Estadual de São Paulo (ETEC, 2015).

Artistas selecionados

Alan Ariê (Itapecerica da Serra – SP)

Anderson Oli (Rio de Janeiro – RJ)

Bruno Alves (Diadema – SP)

cmg_ngm_pod (Belo Horizonte – MG)

Coletivo INSERTO (São Paulo – SP)

Coletivo Re.Conexões (São Paulo – SP)

Cris Ambrosio (São Paulo – SP)

Dada Scáthach (Franca – SP)

Daiely Gonçalves (Contagem – MG)

Dupla Zero – Stella Vieira e Adriano Franchini (São Paulo – SP)

Érica Storer (Curitiba – PR)

Felipe Silva (Jandira – SP)

Filipe Abreu (Salvador – BA)

Filipe Alves (Nova Olinda – CE)

Flora Valentini (São Paulo – SP)

Francisco Brandão (Juiz de Fora – MG)

Gabriel Ussami (São Paulo – SP)

Gerson Oliveira (São Paulo – SP)

Guilherme Bretas (São Paulo – SP)

Isa Garcia (Ribeirão Preto – SP)

João Victor Costa Medeiros (Juiz de Fora – MG)

José Portela (Porto Alegre – RS);

Lucas Elias (Sombrio – SC)

Manoel Oliveira (São Paulo – SP)

Marcella Moraes (Rio de Janeiro – RJ)

Mari Dagli (São Paulo – SP)

Maria Macêdo (Juazeiro do Norte – CE)

Maryah Monteiro (Rio de Janeiro – RJ)

Mayara Nardo (Campinas – SP)

Pavuna Kid (Rio de Janeiro – RJ)

Rafa Black (São Paulo – SP)

Rebeca Ramos (São Paulo – SP)

Roberval Borges (Teresina – PI)

Rodrigo D’Alcântara (Brasília – DF)

Stéfani Agostini (Santa Maria – RS)

Subversiva (Bauru – SP)

TORRES (São Bento do Uma – PE)

Vitória Barreiros (Brasília – DF)

Vulcanica Pokaropa (Presidente Bernardes – SP)

Washington da Selva (Juiz de Fora – MG).

SOBRE A MAJ

A MAJ – Mostra de Arte da Juventude, criada pelo Sesc Ribeirão Preto, é uma das principais ações da instituição no campo das artes visuais. Com mais de três décadas de existência, ela acolhe o trabalho de artistas com idade entre 15 e 30 anos, trazendo ao público um recorte vivo da arte contemporânea jovem no Brasil. Em sua 30ª edição, celebra sua longevidade e renovação constante. Com o intuito de incluir a maior diversidade possível de identidades, territórios e propostas artísticas, a curadoria – composta por André Pitol e Luciara Ribeiro – selecionou 40 artistas e coletivos, em um recorte que acentua as transformações do presente e que reafirma a arte jovem como antídoto do absurdo e elemento de esperança para a criação de novos tempos.

SOBRE O SESC

Com 75 anos de atuação, o Sesc – Serviço Social do Comércio conta com uma rede de 45 unidades operacionais no estado de São Paulo e desenvolve ações com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e para toda a sociedade. Mantido pelos empresários do setor, o Sesc é uma entidade privada que atua nas dimensões físico-esportiva, meio ambiente, saúde, odontologia, turismo social, artes, alimentação e segurança alimentar, inclusão, diversidade e cidadania. As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas. 

Mais informações em www.sescsp.org.br/sobreosesc

_______________________________________________________________________

SERVIÇO | 30ª Mostra de Arte da Juventude – MAJ

Local: Sesc Ribeirão Preto | Rua Tibiriçá nº 50, Centro. Ribeirão Preto – SP

Abertura 11 de maio de 2022 | Visitação de 12 de maio a 11 de setembro de 2022

Terça a sexta-feira das 13h às 21h30 | sábados, domingos e feriados das 9h30 às 18h

Entrada Gratuita

Saiba mais em https://maj.sescsp.org.br/#/

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do nosso website. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ajude-nos a melhorar nosso website

Nos informe sobre erros de digitação, informações ou problemas técnicos.