Semana Nacional do Trânsito: a importância da educação para uma direção segura

Semana Nacional do Trânsito: a importância da educação para uma direção segura

Movimento nacional incentiva melhorias e conscientização para leis, cuidados no trânsito e redução de acidentes
(Atualizado em 19/09/2023 - 14:26)

De 18 a 25 de setembro é comemorada a Semana Nacional do Trânsito, instituída pelo Sistema Nacional de Trânsito Brasileiro. A mobilização tem o intuito de reciclar a educação da população, além de melhorar a fiscalização e apontar melhorias na engenharia das cidades, para a construção de vias e espaços mais seguros e sustentáveis ambientalmente. 

No Brasil, cerca de 45 mil pessoas morrem anualmente no trânsito, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).  E o principal motivo da causa dos acidentes de trânsito é a negligência dos motoristas, segundo estudo feito pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação. 

De acordo com o coordenador dos cursos de engenharia da Estácio e especialista em trânsito, Anderson Manzoli, a Semana Nacional de Trânsito desempenha um papel muito importante na promoção de um trânsito mais seguro. “Ter esse período para estimular o debate, falar mais sobre o assunto e aumentar a conscientização, é muito importante. Porém, temos que lembrar que para reduzir realmente o número de acidentes e salvar vidas, essa preocupação tem que ser constante”, afirma o docente.  

A campanha proporciona uma oportunidade para a discussão sobre boas práticas de trânsito, destacando os riscos e os comportamentos imprudentes que, muitas vezes, acabam levando a situações como acidentes. Segundo Manzoli, são três pilares fundamentais que devem ser destacados: os veículos, a infraestrutura pública e os motoristas.  

Os motoristas devem conduzir com atenção e cuidado no espaço público. As regras básicas são: não usar o celular ao dirigir; usar o cinto de segurança; não dirigir sobre influência de nenhum tipo de droga, álcool ou qualquer outra substância que venha diminuir a capacidade de ação e reação; respeitar pedestres, ciclistas e todos que estão à sua volta. Na faixa de pedestres, a preferência é do pedestre. Manter sempre uma distância segura. Os veículos devem ter a manutenção em dia, com condições de dirigibilidade, como pneus em bons estados, tanque de combustível abastecido, faróis, piscas e limpador de para -brisa funcionando.  

Respeitar todas as leis de trânsito é outro ponto fundamental. Reduzir a velocidade em condições adversas, como chuva, neblina, uma estrada escorregadia ou congestionada. “Devemos reduzir a velocidade e dirigir com cautela em situações de risco, mesmo que exista placa de limite. Jamais desrespeitar a sinalização e ultrapassar os limites máximos. Essa educação tem que ser contínua, atualizada, e o motorista tem que estar por dentro das regras de trânsito e das práticas seguras”, explica.  

Segundo Manzoli, outro ponto fundamental é a infraestrutura pública. É importante que a infraestrutura também esteja em condições como as sinalizações das vias e pavimentação em boas condições de tráfego.   
“Se houver uma maior mobilização por parte de todos, é possível reduzir o número de acidentes. E cabe ao poder público fazer essa fiscalização, garantir que aqueles que não fazem o bom uso desse espaço público sejam enquadrados nas leis para se adequarem a um comportamento ético e moral para reduzir acidentes”, reflete. 

A Semana Nacional do Trânsito busca sensibilizar e provocar a mudança de comportamento.  “Pedestres, motociclistas, ciclistas, órgãos públicos e todos aqueles que estão envolvidos nesse espaço público comum devem respeitar as regras de trânsito e, principalmente, o princípio da vida. Então, a gente tem que lembrar que as leis de trânsito foram feitas para serem seguidas, a sua aplicação deve ser efetiva. Caso não seja cumprida, precisa haver as infrações punitivas e preventivas para tornar as vias mais seguras. É o momento de se debater todos esses assuntos, porém tem que ser uma preocupação constante de todos”, finaliza Manzoli. 

Conheça nossos Parceiros

Mais Notícias
Pular para o conteúdo