POESIA ACRÓSTICO

POESIA ACRÓSTICO

O FALSO MENDIGO

Mesmo que se faça o bem

A pessoa não agradece

Isto acontece com alguém

Sempre que mal aparece.

Um mendigo maltrapilho

Muito fora do normal

Apelou para seu filho

Diz que estava no hospital.

O dinheiro que pediu

Assim quando recebeu

Com pressa logo saiu

Antes nem agradeceu.

O sujeito, um sem vergonha

Para a polícia foi bom

Estava fumando maconha

Recolheram na prisão.

Doar é obra de Deus

Inclui nela a boa ação

De ter a pena dos seus

Ao fazer de coração.

Pular para o conteúdo