OS MOSQUITINHOS

OS MOSQUITINHOS

POESIA ACRÓSTICO Por: Waldemar Medeiros

Na vida os males crescem

Atacando os inocentes

Essas coisas acontecem

Para perturbar a gente

O mosquito é impertinente

Com a astúcia que tem

Ataca-nos possivelmente

Dentro de casa também.

O inseto é uma tentação

Sua ofensa não é legal

Merecia a extinção

O mini amigo do mal.

Se voa é porque tem asas

Que pode ser inimigo

Uma invasão dentro de casa

Isto até será perigo

Tudo é isso nocivo

Imagino isso comigo

Nos seus costumes ativo

Hábitos de tempos longos

O mosquito e o pernilongo

São criaturas ofensivas.

POESIA ACRÓSTICO

Waldemar Medeiros

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do nosso website. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ajude-nos a melhorar nosso website

Nos informe sobre erros de digitação, informações ou problemas técnicos.