Obras na Nove de Julho serão realizadas em três frentes simultâneas

Obras na Nove de Julho serão realizadas em três frentes simultâneas

Ruas São José e Marcondes Salgado, que receberão sistema de drenagem da avenida e região do Boulevard, serão bloqueadas segunda (26); interdições terão duração média de dois a três meses

As obras de mobilidade, revitalização e drenagem previstas para a Avenida Nove de Julho serão executadas em três frentes principais e simultâneas e têm duração prevista de 12 meses.  

A intervenção na avenida, que inclui revitalização, implantação de corredor de ônibus e sua microdrenagem, teve início da última terça-feira (20/06). Já as obras de drenagem que representam praticamente metade do projeto, começam na próxima segunda (26/06) nos primeiros quarteirões das ruas São José e Marcondes Salgado.  

Conforme cronograma de trabalho enviado à Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp) pela Construtora Metropolitana, responsável pela execução do projeto, o plano prevê cinco segmentos de ação na avenida e sete fases nas ruas onde será implantado o sistema de drenagem. 

O tempo médio de interdição previsto para cada etapa varia entre dois e três meses. 

“A Acirp tem acompanhado junto ao município a organização das intervenções e vai ajudar a divulgar informações e mudanças que afetem os comerciantes e a população dessas áreas, especialmente em datas de grande movimentação do comércio”, afirma Carlos Ferreira, gestor de Relações Institucionais da Acirp. 

Igor Lupino, coordenador jurídico e de Relações Institucionais da entidade, alerta que podem ocorrer alterações ao longo dos trabalhos devido a problemas como clima, mas que a proposta das entidades civis é atuar junto ao poder público para que o cronograma possa ser cumprido com o menor impacto possível.  “Os comerciantes, inclusive, podem entrar em contato com a Acirp para relatar problemas e esclarecer dúvidas”, diz Lupino.   

Obras na Nove de Julho 

Na Avenida Nove de Julho, que é uma zona de patrimônio tombado, serão modificados 1.060,00 metros de via para implantação de um novo corredor de ônibus e para passagem de um novo sistema de drenagem. Os ciclos de cada trecho devem incluir: remoção de paralelepídeos históricos, abertura de valas, instalação da drenagem com atenção às redes de esgoto e de água, recomposição dos revestimentos, urbanização, instalação de abrigos de ônibus e sinalização horizontal e vertical.  

O primeiro ponto de interdição na Nove começou nesta terça-feira e deve ir até 22 de setembro, afetando o trecho entre as ruas Marcondes Salgado e Garibaldi. Na sequência, será a vez do trecho da Garibaldi até a Marechal Deodoro, que deve ser feito entre 25 de setembro e 22 de dezembro, e o da Marechal Deodoro até a Av. Independência, que acontece de 26 de dezembro de 2023 a 8 de março de 2024. 

De 11 de março a 17 de maio de 2024, a intervenção será da Marcondes Salgado à Barão do Amazonas. A etapa final da frente 1 acontece Barão do Amazonas até a Tibiriçá e será a mais curta, devendo ocorrer entre 20 de maio e 19 de junho do ano que vem.  

Obras na São José e na Marcondes Salgado 

As intervenções nas ruas São José e Marcondes Salgado serão simultâneas e devem começar nesta segunda-feira (26) com fechamento dos trechos das duas ruas desde a avenida Francisco Junqueira até a rua Mariana Junqueira que permanecer em obras até 18 de agosto.  

Todos os trechos incluem ciclos de demolição, abertura de vala, contato com tubulação de esgoto e água, implantação do novo sistema de drenagem e escoamento, pavimentação, urbanização e sinalização.  

A segunda interdição será entre as ruas Mariana Junqueira e a General Osório, com início em 21 de agosto e término até 20 de outubro. Na sequência as obras serão realizadas entre as ruas General Osório e Américo Brasiliense, com previsão de obras de 23 de outubro a 15 de dezembro. 

A quarta fase ocorre da Américo Brasiliense até a Lafaiete, começando em 18 de dezembro e terminando em 16 de fevereiro de 2024. Na sequência, fecha entre as ruas Lafaiete e Campos Sales (de 19 de fevereiro a 29 de março) e desta até a Bernardino de Campos (de 1º de abril a 10 de maio). A fase final começa dia 13 de maio e vai da Bernardino até a Avenida Nove de Julho, quando as obras se encontram e se encerram em 19 de junho do ano que vem.  

Serviço: 
A ACIRP oferece para seus associados um serviço presencial de esclarecimento e informação sobre o cronograma de obras do Programa Ribeirão Mobilidade, incluindo a revitalização da Nove de Julho, os corredores de ônibus no Quadrilátero Central e da avenida Costábile Romano. Os associados devem fazer contato por telefone ou e-mail diretamente com a distrital à qual estão ligados. 

Cronograma de Obras no Centro – Pontos e Datas de Interdição 
Fonte: Construtora Metropolitana / Prefeitura de Ribeirão Preto 

Avenida Nove de Julho 
Trecho 1 – de 20/6 a 22/9 (cerca de três meses
Entre as ruas Marcondes Salgado e Garibaldi 

Trecho 2 – de 25/9 a 22/12 (cerca de três meses
Entre as ruas Garibaldi até a Marechal Deodoro  

Trecho 3 – de 26/12 a 8/3 (dois meses e 11 dias
Entre a Rrua Marechal Deodoro e a Avenida Independência

Trecho 4 – de 11/3 a 17/5 (cerca de dois meses
Entre as ruas Marcondes Salgado e Barão do Amazonas 

Trecho 5 – de 20/5 a 19/6 (um mês
Entre as ruas Barão do Amazonas e Tibiriça 


Ruas São José e Marcondes Salgado
 

Fase 1 – de 26/6 a 18/8 (cerca de dois meses
Entre Avenida Francisco Junqueira e Rua Mariana Junqueira  

Fase 2 – de 21/8 a 20/10 (dois meses
Entre as ruas Mariana Junqueira e General Osório 

Fase 3 – de 23/10 a 15/12 (cerca de dois meses
Entre as ruas General Osório e Américo Brasiliense 

Fase 4 – de 18/12 a 16/2 (cerca de dois meses
Entre as ruas Américo Brasiliense e Lafaiete 

Fase 5 – de 19/2 a 29/3 (um mês e 10 dias) 
Entre as ruas Lafaiete e Campos Sales  

Fase 6 – de 1/4 a 10/5 (cerca de dois meses
Entre as ruas Campos Sales e Bernardino de Campos 

Fase 7 – de 13/5 a 19/6 (cerca de um mês
Da Rua Bernardino de Campos até a Avenida Nove de Julho 

Conheça nossos Parceiros

Mais Notícias
Pular para o conteúdo