Obra inédita retrata as origens de Cravinhos e a influência do café, da ferrovia e da imigração

Obra inédita retrata as origens de Cravinhos e a influência do café, da ferrovia e da imigração

Livro conta a história de formação e desenvolvimento do município paulista e traz diversas imagens que retratam as várias épocas dessa trajetória.

O ciclo virtuoso do café, a implantação de uma malha ferroviária e o povoamento por imigrantes de nacionalidades diversas são elementos que impulsionaram e deram identidade à história da cidade de Cravinhos (SP), assim como outras da região.

No livro “Cravinhos – café, ferrovia e imigração”, que será lançado no dia 25 de junho, viabilizado com recursos do ProAC ICMS, programa de fomento do governo paulista para a cultura, a formação do município e suas primeiras décadas de desenvolvimento são repassadas a partir de uma extensa pesquisa que se debruçou sobre trabalhos acadêmicos, crônicas e artigos em jornais, revistas comemorativas e livros de historiadores locais, entre outras fontes, para legar à cidade um documento inédito em que cada leitor poderá conhecer melhor essas origens.

Idealizado pelo empresário Luiz Biagi, com texto principal da historiadora Tania Registro e coordenação da gestora cultural Leila Heck, o livro é publicado pela Editora Olhares, com patrocínio da Sorocaba Refrescos e apoio em seu lançamento da Prefeitura Municipal de Cravinhos.

“Nosso grande desafio com esse livro é justamente poder contar a história da cidade para que ela seja conhecida, admirada e respeitada. Afinal, só amamos aquilo que conhecemos. É fundamental propagar o conhecimento de seu passado para Cravinhos caminhar para o futuro de forma organizada, planejada e tranquila”, explica Luiz Biagi.

Organizado em cinco capítulos, o livro trata da formação da província de São Paulo e ocupação do território paulista, sobretudo o processo de interiorização e povoamento inicial, no qual se insere a criação dos municípios de Casa Branca, São Simão, Ribeirão Preto e Cravinhos, apresentando os antecedentes históricos que propiciaram a constituição das primeiras fazendas da região, culminando com a elevação de Cravinhos ao status de município em 1897. 

Segundo a autora e historiadora Tânia, um livro de história é um convite para visitar as pessoas e os lugares de um tempo que passou. “Ao trazermos suas existências até o tempo presente, ressurge aos nossos olhos a oportunidade de perceber e estreitar laços com o passado histórico.

O conhecimento que a história promove coloca em perspectiva as pessoas e as coisas no tecido do tempo, possibilitando compreender os conflitos, as contradições e os momentos de rupturas tão importantes para gerar reflexões e transformações sociais. A história nos permite também conhecer os momentos de apaziguamento, negociação e reconciliação, sobre os quais se edifica a paz e se constrói uma cidade”, ressalta.

O capítulo final do livro, intitulado “Um passeio pela história de Cravinhos”, detalha um percurso pelas ruas da cidade, uma visita às suas histórias e memórias pela contemplação de edificações e fragmentos arquitetônicos que podem ser lidos como documentos históricos e simbolizam o patrimônio histórico do local.

Para o prefeito de Cravinhos, Itamar Gomes Bueno, a importância da obra está em poder contar o início da formação da cidade de Cravinhos, que hoje desponta para o desenvolvimento com a chegada de diversas indústrias e a geração diária de emprego e renda. “Gostaria de parabenizar o idealizador Luiz Biagi e todas as pessoas que estiveram envolvidas no processo do livro. É um marco e um documento histórico para a cidade de Cravinhos”, afirma.

Roda de conversa

No dia 20 de julho, a livraria “A Degustadora de Histórias” localizada na região central de Ribeirão Preto será palco para uma roda de conversa com a participação do grupo responsável pela produção do livro.

Tânia Registro, Leila Heck, Lucia Monteiro e Maria Esteves falarão sobre suas experiências no processo de concepção, pesquisa e elaboração do livro de história regional “Cravinhos – café, ferrovia e imigração”.

O livro estará à venda na livraria A Degustadora de Histórias a partir de 27 de junho, pelo valor de capa de R$ 80,00.

Serviço

Roda de Conversa
“Cravinhos – café, ferrovia e imigração” – o processo de concepção, pesquisa e elaboração de um livro de história regional
Data: 20 de julho
Horário: 10h
Local: Livraria “A Degustadora de Histórias” – Rua Garibaldi, 485 – Centro, Ribeirão Preto.

Conheça nossos Parceiros

Mais Notícias
Pular para o conteúdo