O CIRCO

POESIA ACRÓSTICO Por: Waldemar Medeiros

É muito gostoso assistir

Um grande malabarista

Muito hábil exibir

A classe de um bom artista

Tudo era uma beleza

Reflita-se e agora pense

Imagine que tristeza

Se acabar o ramo circense.

Tinha atração era alegria

Enchia o espaço da geral

Reza que a plateia dizia

Este circo é tão legal

Com toda a dificuldade

O que abalou situação

Reparem quanta crueldade

De lembrar pela televisão

Ao que se diz, hoje em dia

Como se falta na beleza

Antes era de alegria

O eu hoje é só tristeza.

Homenagem ao saudoso Biriba de Ribeirão Preto

Waldemar Medeiros

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do nosso website. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ajude-nos a melhorar nosso website

Nos informe sobre erros de digitação, informações ou problemas técnicos.