Idosos participam de aula de Dançaterapia Recreativa

Idosos participam de aula de Dançaterapia Recreativa

GINÁSTICA E ALIMENTAÇÃO – Professora de Educação Física, Maria Alice Corazza, 67 anos, é uma legítima especialista em fazer os idosos malharem e dançarem.

A cada dia a qualidade de vida das pessoas vem melhorando, com isso a alimentação saudável e os exercícios físicos tem que ser levados a sério, para que o equilíbrio possa proporcionar uma vida mais saudável.
Foi pensando em oferecer uma atividade diferente aos integrantes do Centro de Referência do Idoso “Francisco Ferdinando”, em Cravinhos, que a equipe da Assistência Social proporcionou uma aula de “Dançaterapia Recreativa”, com a professora de Educação Física, Maria Alice Corazza, 67 anos, uma legítima especialista em fazer os idosos malharem e dançarem.
“Quando a professora Andréa Gaspar nos apresentou o trabalho feito pela Maria Alice para uma aula com o pessoal da Terceira Idade gostamos muito, e no mesmo momento entramos em contato para que ela pudesse ter essa interação com todos”, diz o vice-prefeito e secretário de Assistência Social, Márcio Barroso.
Mais de 90 idosos participaram da atividade que teve muita música e exercícios que podem ser feitos em qualquer lugar e por pessoas de diversas idades, uma vez que muitos são feitos utilizando a cadeira.
“Sou a Xuxa da terceira idade. Todos temos que aprender que o corpo não pode ficar parado e associado com uma alimentação equilibrada podemos melhorar em muito a qualidade de vida na terceira idade”, brinca Maria Alice Corazza.
Maria Alice que é autora de um livro e vários DVDs que ensinam técnicas de ginástica para a terceira idade, afirma que as academias tem que se adaptar o mais rápido possível para atender essa faixa etária que cresce a cada ano, e quer se exercitar.
“Passar a importância da atividade corporal – e não importa qual seja – parece ser questão fundamental para as academias, acostumadas a receber, até então, jovens e adultos já educados e acostumados a malhação”, avalia Maria Alice, que ainda complementa “para estimular os idosos a malharem, mais vale um bolero que os bate-estacas comumente tocados nas academias”.
Na ocasião a professora ensinou a todos os participantes a ginástica na cadeira, que é uma modalidade adaptada, na qual os participantes realizam os exercícios sentados, oferecendo maior segurança.

Reportagem e fotos: Kennedy Oliveira/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Cravinhos

Conheça nossos Parceiros

Mais Notícias
Pular para o conteúdo