HUMOR

Essa semana, divirta-se com nosso colunista Beto Vaca

Dois caipiras caminhando pela estrada, encontram algo estranho no chão: – Oia cumpadi! Que é isso? 

– Pera aí! – ele então passa o dedo naquilo, lambe e diz: – Hum? Cumpadi, acho que é merda. 

– Será? Dexa eu vê? – O outro também passa o dedo e lambe: – Mais é merda mesmo cumpadi!

– Cê vê rapaiz, inda bem qui nóis num piso né!!! 

Dois caipiras no meio da roça capinando… 

Um vira para o outro e diz: 

– Compadre, acho que vou mudar de profissão.

– Vai fazer o que compadre, diz o outro. 

– Vou para cidade grande criar Home Page. E você? 

– Vou não. Nem sei o que esse bicho come. 

A professora para o Joãozinho: 

– Joãozinho, qual o tempo verbal da frase: 

“Isso não podia ter acontecido”? 

– Preservativo imperfeito, professora! 

A bichinha vai ao cabeleireiro e pede: 

– Hoje eu quero um corte transexual! 

– Menina, você pirou de vez – comenta o cabeleireiro, indignado. – Que corte maluco é esse? 

– É simples… corta na frente e pica atrás!

Dois malucos andavam em uma rua deserta, quando viram um pé de manga. Então começam a jogar pedras, já cansado José fala para João: 

– João, já tem um tempão que estamos aqui jogando pedras e não derrubamos nenhuma manga, vai procurar uma escada. 

Depois de um tempo José chega com uma escada. 

– Está aqui a escada João. 

– Agora suba para ver se tem alguma madura José. 

José subiu e lá de cima do pé de manga fala para João: – Essa aqui está madura. 

– É mesmo, então desce pra gente poder jogar pedra. 

A loura no confessionário: – Padre, na semana passada eu cometi um pecado muito grave. Assim que saí da casa do meu noivo, encontrei um ex colega de faculdade e depois de algum tempo conversando, acabamos na cama… Sabe, seu padre, eu sou tão volátil… 

– Volúvel, minha filha. 

– No dia seguinte, assim que sai da casa do meu noivo, encontrei um outro amigo, com quem havia trabalhado há alguns anos e depois de algum tempo conversando, acabamos na cama… E que eu sou tão volátil… 

– Volúvel, minha filha, volúvel. 

– E ontem, seu padre, eu ia saindo da casa do meu noivo, aí um cara bem bonitão me ofereceu carona, eu topei e depois de algum tempo conversando, ele acabou me levando para um motel. Eu sou tão vo… como é mesmo a palavra, seu padre? 

– P#ta, minha filha, p#ta!

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do nosso website. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ajude-nos a melhorar nosso website

Nos informe sobre erros de digitação, informações ou problemas técnicos.