Henrique Meirelles defendeu corte de gastos públicos em evento para empresários de Ribeirão Preto

Henrique Meirelles defendeu corte de gastos públicos em evento para empresários de Ribeirão Preto

Retomada dos investimentos do BNDES em obras estrangeiras, reforma tributária e criação da moeda única também foram temas do primeiro encontro anual do LIDE Ribeirão Preto, realizado na última quinta-feira, 26

Como superar os desafios econômicos e quais as perspectivas para o cenário político de 2023 foram os temas centrais do debate com ex-ministro da Fazenda e economista, Henrique Meirelles. O evento foi promovido nesta quinta-feira (26) pelo LIDE Ribeirão Preto para seus filiados e convidados.

No encontro, que reuniu cerca de 100 empresários de diversos setores, Meirelles abordou o futuro da economia do país e defendeu o corte de despesas públicas por parte do governo federal como um caminho para equilibrar as contas. ”No momento em que o governo aumenta as despesas, começa a gerar a inflação e subir a taxa de juros, precisando assim haver uma compensação. O ideal seria fazer cortes, como foi feito em São Paulo em 2021 quando eu era responsável pela Secretaria da Fazenda. Fizemos uma reforma administrativa em 2021, e em 2022, chegamos a um saldo orçamentário de 53 bilhões de reais que permitiu que o Estado construísse 2 mil obras e, ao mesmo tempo, entregasse a este novo governo, 30 bilhões de Reais em caixa”, frisou.

A possibilidade de retomada dos investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em obras estrangeiras, foi questionada por Meirelles – “Temos muita necessidade de investimento em obras de engenharia no Brasil e os recursos do BNDES são limitados. Por mais que se acredite na solidariedade continental e ideológica, acho que não temos recursos em abundância suficiente”, declarou.

O economista não se mostrou favorável a possibilidade da criação de uma “moeda” única entre Brasil e Argentina – assunto em alta nos últimos dias.

O debate foi conduzido por Fábio Fernandes, presidente do LIDE Ribeirão Preto; Marcelo Salomão, vice-presidente do LIDE Ribeirão Preto e por Alberto Borges Matias, professor da USP.

OTIMISMO

Para Fabio Fernandes, presidente do LIDE Ribeirão Preto, apesar das incertezas, o clima é de “otimismo” entre os empresários regionais – “O empreendedor é um otimista por natureza, ele joga com as cartas que tem na mão. O momento turbulento já passou, agora vamos trabalhar e ficar atentos a todas as decisões”, comenta.

Fábio pontua ainda que encontros como o de hoje reforçam a proposta do LIDE de promover discussões que contribuam para as decisões dos empresários em suas empresas e investimentos. “Nossos filiados são compostos pelos principais líderes do Brasil e do mundo e para eles o mais importante além do acesso à informação é a troca de experiências. Os encontros como os de hoje, com conteúdo de altíssimo nível, contribuem para a tomada de decisão.” Enfatiza.

Sobre o LIDE Ribeirão Preto

O LIDE Ribeirão Preto é uma organização de caráter privado, que reúne empresários da região 016 do estado de São Paulo, debatendo o fortalecimento da livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa no setor público e privado.

Sobre HENRIQUE MEIRELLES

Em 2002, Henrique Meirelles foi eleito deputado federal. Em 2003, assumiu a presidência do Banco Central – atuando até 2011-, período de crescimento econômico, geração de empregos e controle da inflação.

Entre 2016 e 2018 comandou o Ministério da Fazenda, tirando o Brasil da maior recessão da história e promovendo avanços institucionais, como a limitação dos gastos públicos, a nova Lei das Estatais e a reforma trabalhista. Em 2018, concorreu à Presidência da República.

Meirelles também trabalhou por 28 anos no setor privado onde chegou Presidente mundial do BankBoston, foi membro dos conselhos da Harvard Kennedy School of Government, da Sloan School of Management do Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT) e da Carroll Scholl of Management do Boston College.

É presidente-fundador da Associação Viva o Centro, de São Paulo, cuja missão, desde 1990, é a revitalização do centro da cidade. Foi presidente da Associação Brasileira de Empresas de Leasing e da Associação Brasileira de Bancos Internacionais.

Conheça nossos Parceiros

Mais Notícias
Pular para o conteúdo