Frutas cítricas e exposição solar combinam? Entenda os riscos para a pele

Frutas cítricas e exposição solar combinam? Entenda os riscos para a pele

Dermatologista da Hapvida NotreDame Intermédica explica sobre os riscos da fitofotodermatose

Um top feito com cascas de laranjas pela sister Beatriz, no programa Big Brother Brasil, levantou um alerta sobre os possíveis riscos de uma alteração na pele conhecida como fitofotodermatose. 

Diogo Pazzini Bomfim, dermatologista. (Divulgação)

Segundo o médico dermatologista Diogo Pazzini, da Hapvida NotreDame Intermédica, a dermatose é uma condição cutânea causada pela exposição à luz solar após o contato com certas substâncias presentes em plantas e frutas cítricas, como a laranja e até mesmo em alguns produtos químicos. 

“Essas substâncias, chamadas de furocumarinas, reagem com a luz solar, causando irritação na pele, que podem variar de uma vermelhidão leve a bolhas dolorosas”, explica o profissional. 

No programa, a participante Beatriz customizou um top com cascas de laranja para usar na atração, além de uma choker – espécie de colar. O ato causou polêmica e até mesmo o apresentador da atração, Tadeu Schmidt, interviu e falou do risco do uso da peça feita de frutas. 

“Qualquer pessoa é suscetível, pois a fitofotodermatose em si não é alérgica, não precisa de predisposição.  Basta o contato com a substância e exposição solar. Então pode afetar ambos os sexos e pessoas de qualquer idade”, alerta o médico dermatologista. 

Laranja x limão

A reação de uma dermatose com o uso de laranja costuma ser menos intensa que com o limão, por exemplo. Porém, o risco existe já que também se trata de uma fruta crítica. 

“É bastante comum pessoas que utilizaram limão em comidas e bebidas, como a caipirinha, depois apresentarem as queimaduras devido à exposição solar em praias e piscinas”, lembra o médico. 

“No caso da laranja não é tão forte como o limão, mas ainda assim pode acabar causando uma irritação na pele, uma alergia e até queimadura quando se combina com o sol”, disse o apresentador Tadeu Schmidt em rede nacional, como alerta para a BBB e todos os telespectadores. 

Prevenção e tratamento

Para evitar casos de lesões, o médico dermatologista Diogo Pazzini recomenda evitar a exposição solar direta, além de fazer uso sistemático de protetor solar em ambientes expostos. 

“Ao detectar sinais de vermelhidão e bolhas na pele, o aconselhável é fazer uso de hidratantes que ajudam a recuperar e regenerar a pele. Já em casos mais graves, é recomendado procurar orientação médica, pois será necessário o uso de medicamentos”, conclui.

Sobre a Hapvida NotreDame Intermédica

Com 78 anos de experiência a partir das aquisições durante sua história no país, a Hapvida NotreDame Intermédica é hoje a maior empresa de saúde e odontologia da América Latina.  A companhia, que possui mais de 66 mil colaboradores, atende cerca de 15,9 milhões de beneficiários de saúde e odontologia e tem à disposição a maior rede própria de atendimento com um sistema integrado que conecta as unidades das cinco regiões do país. Todo o aparato foi construído a partir de uma visão abrangente e integrada, voltada ao cuidado da saúde por meio de 87 hospitais, 77 prontos atendimentos, 331 clínicas médicas e 269 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial, além de unidades especificamente voltadas ao cuidado preventivo e crônico. Dessa combinação de negócios, apoiada em qualidade médica e inovação, resulta uma empresa com os melhores recursos humanos e tecnológicos para os seus clientes.

Conheça nossos Parceiros

Mais Notícias
Recital ‘Canto da Alma’ destaca peças clássicas de compositores brasileiros

Recital pedagógico acontece no dia 26 de maio, às 16h30, na Tulha (USP) e reúne alunos das turmas de Canto Coral e Canto Lírico da Academia Livre de Música e Artes de Ribeirão Preto (Alma), com acompanhamento do pianista Ju Hi Soon. O evento é gratuito, aberto ao público e dispensa retirada prévia de ingressos

Pular para o conteúdo