BONS TEMPOS AQUELES

Oh, saudade tenho da outrora da minha vida, da minha infância querida, que os anos não trazem mais, assim dizia meus avôs.

Se pudéssemos voltar atrás, como se entrássemos em uma máquina do tempo, pouparíamos tantos desencontros e sofrimentos, valorizaríamos cada minuto, segundo, horas e faríamos tudo certo como se houvesse uma engrenagem encaixando etapas, que teríamos, que percorrer poupando assim dissabores maiores.

Tempo que passou, se perdeu, passou, passou e não mais voltou apenas adormeceu.

Ah! Se eu pudesse ir de encontro com o tempo, e dele resgatasse oportunidades perdidas, mal resolvidas, tempo que passou para não mais voltar.

Só restaram as lembranças e lições, se soubermos praticar e pediria perdão à todos meus familiares por tudo que fiz eles passar…

RECANTO

Se a tensão do dia a dia abala minha harmonia, recolho-me em um canto, escrevo essa carta, concentro-me e encontro a chave que abre meu recanto. Neste lugar há muito verde, tem um lago para matar a sede dos vários animais. 

O rio retrata a beleza da cachoeira de tamanha correnteza que encobre pedras e cristais, o caminho estreito com um jardim tão perfeito repleto de rosas brancas e outras flores e uma enorme árvore frondosa com suas raízes suntuosas, pássaros das mais diversas cores, tem o sol no decorrer do dia e a noite vejo a lua que irradia as estrelas e outros astros diversos neste instante peço por proteção paz, saúde, e união para todo universo e principalmente pra minha família e todos meus irmãos queridos.

Beto Vaca

Proprietário do peculiar "Bar do Beto Vaca", é uma figura icônica e lendária de Cravinhos com personalidade carismática. Beto compatilha suas experiências de vida, pensamentos e ótimas histórias.

Pular para o conteúdo