ASSOCIAÇÃO COMERCIAL PROJETA AÇÕES PARA FORTALECER COMÉRCIO DE CRAVINHOS

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL PROJETA AÇÕES PARA FORTALECER COMÉRCIO DE CRAVINHOS

NOVA EQUIPE TEM TRABALHADO COM AFINCO PARA MOVIMENTAR O COMÉRCIO DA CIDADE E GARANTIR MAIS BENEFÍCIOS AOS ASSOCIADOS.

Associação Comercial tem papel fundamental no fortalecimento do comércio de um município. É atribuída a ela a iniciativa na projeção de campanhas para alavancar o comércio local, movimentar a economia e buscar por melhorias para os seus associados.

Criada em 1974, por um grupo de comerciantes, desde então a Associação Comercial e Industrial de Cravinhos contou com a liderança de homens e mulheres empenhados que tinham como principal objetivo consolidar o comércio e indústrias de Cravinhos. Mesmo com quase 50 anos de história, em 2020, a Associação da cidade sentiu a turbulência da realidade que sobreveio ao mundo. Ao comérico, foram impostas, pelas autoridades, restrições severas para o seu funcionamento, que por vezes foi totalmente fechado, levando muitos comerciantes a falência. 

Como resultado, a Associação, assim como outros órgãos, estava prestes a ter suas atividades finalizadas. Foi quando José Domingos Longo Vieira, que outrora fizera parte da diretoria e do conselho da ACIC por quase 40 anos, procurou a comerciante Susana Silvério, na ocasião vice-presidente da instituição, e disse que ela era a única pessoa que poderia continuar lutando pela Associação dali pra frente. “Fui um dos fundadores da ACIC e nos últimos anos fiz parte do conselho da instituição. Após quase 40 anos participando de todos os projetos, entendi tinha que chegado a hora de passar o bastão para os mais novos”, disse José Domingos.

NOVA DIREÇÃO 

Susana Silvério é comerciante há 32 anos e integra a ACIC há 26 anos. “Eu entrei para a Associação Comercial de Cravinhos em 1997. Em 2004 comecei a participar da diretoria e em 2014 me tornei vice-presidente. Só que durante o período em que estive na vice-presidência eu não tinha muita oportunidade para expor projetos, mas mesmo assim continuei ali participando, pois de alguma forma eu sabia que em algum momento eu teria a chance de fazer a diferença. Até que em 2020 esse momento chegou através do pedido feito pelo Zé Domingos para eu estar à frente”, explicou a comerciante.

Mesmo cheia de temores Susana decidiu aceitar o pedido e assumir a presidência da Associação Comercial e Industrial de Cravinhos. “Diante das palavras do Zé Domingos, eu aceitei o desafio de estar à frente da Associação. No início, cheguei a pensar que não conseguiria, fiquei os dois primeiros meses pedindo a Deus um direcionamento e pensando em quais caminhos seguir”, contou a nova presidente.

Logo no início das atividades Susana já pôde contar com a ajuda da fotógrafa Kátia Bionês Cavalcanti, que foi fundamental para começar as articulações com os comerciantes e conseguir novos associados. Para Kátia, aceitar o convite de Susana para integrar a nova diretoria na área de Relações públicas foi desafiador, mas hoje já é possível listar algumas ações positivas realizadas. “Desde que iniciamos a nova gestão estamos na luta para tornar a Associação Comercial de Cravinhos forte, visível e vantajosa para toda população, através de melhoria nos serviços e produtos ofertados para as empresas associadas, e para que os não associados vejam essas vantagens e queiram se associar”, explicou Kátia.

“No último ano, trouxemos algumas capacitações dentro da ACI via SEBRAE, afim de ajudar as empresas nesse período de crise mundial, e observamos que Cravinhos está em crescimento, mesmo em período de crise, foram abertas várias empresas, então temos como objetivo capacitar, orientar e colaborar com todos, ofertando benefícios para as empresas e seus funcionários”, complementou a responsável pela captação de novos associados. 

Assim como sua irmã, o jornalista Leandro Cavalcanti também ingressou na nova direitoria assumindo o cargo de vice-presidente. “Quando começamos a nos mobilizar para montar um grupo novo e assumir a diretoria da ACIC, o principal objetivo era encontrar pessoas com o mesmo objetivo de trabalhar pela união, defesa e desenvolvimento da classe comercial e industrial de Cravinhos”, explicou. 

O vice-presidente assumiu também o compromisso de somar junto à equipe e batalhar por um comércio forte na cidade. “Quando a economia do nosso município vai bem, as empresas tem mais condições de crescer e contratar, o que aumenta a renda e gera empregos para a cidade. Nosso grupo, tanto da diretoria, como conselheiros, que são todos voluntários, estamos trabalhando com esta missão, de promover a união da classe empresarial, fortalecer a sua atuação nas áreas política, econômica e social”, concluiu.

APOIO DA EQUIPE

Susana falou que assim como o apoio de José Domingos foi importante, contar com a ajuda e incentivo dos seus vice-presidentes, o contador Luis Augusto Yamada e o jornalista Leandro, e da relações públicas Kátia Cavalcanti, foi fundamental. “O Leandro, o Guto Yamada e a Kátia me apoiaram muito nesse projeto, eles acreditaram em mim e isso me trouxe confiança para iniciar os trabalhos”, falou a comerciante.

Outra orientação que a nova presidente recebeu foi de algumas Associações Comerciais da região e da FACESP – Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo. “Eu não sabia nada sobre associação comercial, então decidi que precisava buscar conhecimento, por isso fiz parcerias com os membros da Associação Comercial de Ribeirão Preto e de Serrana, que me instruíram muito e colaboraram para que eu compreendesse melhor toda a forma de funcionamento. A FACESP, orgão que cuida das Associações Comerciais do estado, vendo todo o trabalho que estamos desenvolvendo, também tem nos apoiado muito”, disse Susana.

BENEFÍCIOS E PRÓXIMAS AÇÕES

A nova presidente da ACIC comemora os passos importantes que a instituição já deu até aqui e sabe que muitos outros estão por vir. “Atualmente nossos associados têm benefícios como: cerificado digital, certificado de origem para as empresas que exportam, descontos em várias lojas parceiras na cidade, além de descontos em escolas e universidades. Temos também o Instituto de Talentos, onde a empresa tem a opção de contratar um estagiário pela Associação Comercial e deixar toda a parte burocrática por nossa conta”, explicou a presidente. 

Diante de tudo que foi conquistado até aqui, a nova diretoria da ACIC quer creser ainda mais e proporcionar esse crescimento aos seus associados. “Nós iniciamos a gestão com 63 associados e hoje estamos com 120, mesmo em meio a uma pandemia. Isso mostra que estamos no caminho certo. Sendo assim, nossas próximas ações estão focadas na captação de novos associados. Outro ponto que estamos batalhando para conquistar é o aumento de benefícios para nossos associados e a organização de campanhas para o comércio de Cravinhos, nas principais datas comemorativas como Dia das Mães, Dia dos Namorados, Natal entre outras”, disse Susana. 

SONHO REALIZADO

Susana Silvério é casada, mãe de 2 filhas e atua no comércio cravinhense há 32 anos. Como todo início de um sonho, a comerciante explicou de onde veio o desejo de ter um comércio. “Meu sonho de vender roupas começou quando eu trabalhava na Fazenda Cravinhos. Eu via uma das donas da fazenda, que na época tinha uma loja, negociando, vendendo e fiquei encantanda. Ali eu decidi que um dia também teria minha própria loja de roupas”, falou Susana. 

A comerciante também contou sobre os obstáculos que teve que vencer para conseguir fundos para sua primeira compra. “Para conseguir o dinheiro para a primeira compra de roupas, eu fiz a rifa de um rádio. Organizei uma rifa com 1000 números e consegui vender todos. Com isso tive certeza de que era uma ótima vendedora. [risos] Peguei o dinheiro e mesmo sem saber, fui para São Paulo e fiz minha primeira compra de roupas. Continuei batalhando e dois anos depois consegui abrir minha loja.”

“Faz 32 anos que trabalho muito para manter o sonho que tive lá atrás. Hoje minha loja, a Karibia, que é a junção do nome das minhas filhas Carolina e Beatriz é a concretização do meu sonho. Entendi que muitos precisam aprender que não vão conquistar tudo com rapidez. Aprendi que é preciso ter paciência e nunca desistir”, concluiu Susana. 

Por: Crislaine Messias

Fotos: divulgação

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do nosso website. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ajude-nos a melhorar nosso website

Nos informe sobre erros de digitação, informações ou problemas técnicos.