Alunos de escola pública de Cravinhos participam do Programa Verdear

Alunos de escola pública de Cravinhos participam do Programa Verdear

Projeto de educação ambiental do Museu da Cana atenderá alunos dos 7o, 8o e 9o ano da escola municipal “João Nogueira”.

O Programa Verdear, ação de educação ambiental do Museu da Cana que acontece por meio de visitas de alunos da rede pública, já iniciou as suas atividades de 2022. Após uma ação piloto, no mês de março, com uma escola de Pontal, o projeto recebe, desde o dia 13 de abril, alunos dos 7o, 8o e 9o anos da escola municipal “João Nogueira” de Cravinhos.

As visitas ocorrerão sempre as quartas-feiras, até o final do mês de junho, na Fazenda Engenho Central, em Pontal, sede do Museu da Cana. Durante o Dia de Campo Verdear, os participantes tomarão contato com diversos conteúdos relacionados ao meio ambiente de nossa região, tendo a arte como meio para o processo pedagógico.

“Esse é um projeto muito importante que possibilitará o contato direto com a natureza e também o aprendizado fora da sala de aula”, explica a secretária municipal de Educação, Márcia Donato.

O projeto visa conservar o patrimônio natural da região abrigado no Museu da Cana para fins de pesquisa e de educação ambiental destinados às comunidades do entorno e, a médio prazo, será estendido para escolas de outros municípios do nordeste paulista. O Diagnóstico Ambiental da fazenda Engenho Central foi iniciado em 2020, envolvendo todas as informações técnicas relativas aos meios físicos e vegetação.

Durante esse trabalho foram apontados a existência de seis nascentes nos 24 hectares da Área de Preservação Permanente (APP) da fazenda. Todas elas formam riachos que no seu curso desaguam no rio Mogi.

Após o diagnóstico, foi realizado o Plano de Manejo da área, elaborado pela equipe técnica do projeto para capacitar os moradores da zona rural do entorno do Museu para trabalhar no programa, preparando-os para o restauro de matas nativas. O diferencial desta ação está na sinergia entre o saber científico e o saber popular manifesto no ambiente rural, objeto de pesquisa e preservação do Museu da Cana.

A excelência técnica somada à sabedoria dos moradores locais é a tônica do Programa Verdear, que agora dá início as atividades de educação ambiental, relacionando-as as disciplinas de História, Geografia,
Ciências e Artes.

“Quando nos foi apresentado o projeto prontamente apreciamos muito, e em conversa com a secretária de Educação decidimos por aderir, e possibilitar que esses nossos estudantes pudessem aprender muito mais além da sala de aula”, ressalta o prefeito de Cravinhos, Itamar Bueno.

Em paralelo ao Programa Verdear, outra ação de destaque do Museu da Cana neste ano de 2022 é o projeto BioHorta, uma extensão da Horta Solidária do Museu.

Além de doar alimentos frescos para centenas de pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar na região de Sertãozinho, o projeto BioHorta é um instrumento pedagógico e cultural para as atividades de educação ambiental, trazendo reflexões sobre os modos de produção e de consumo saudável e ético.

Reportagem: Kennedy Oliveira/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Cravinhos
Fotos: Divulgação

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do nosso website. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ajude-nos a melhorar nosso website

Nos informe sobre erros de digitação, informações ou problemas técnicos.