AGRO INVESTE EM INOVAÇÃO E TECNOLOGIA PARA MANTER COMPETITIVIDADE GLOBAL

AGRO INVESTE EM INOVAÇÃO E TECNOLOGIA PARA MANTER COMPETITIVIDADE GLOBAL

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país

Motor da economia brasileira, o agronegócio avança em números que surpreendem o cenário nacional e internacional. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) estima que o PIB deve avançar 8% em 2023 depois de encolher 2% em 2022. Contudo, ideias e legislações protecionistas e precaucionistas podem trazer desafios para a competitividade do setor. 

Para o presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Luiz Carlos Corrêa Carvalho, no longo prazo, o aumento das restrições internacionais pode impactar de forma negativa a balança comercial brasileira. “O setor seguirá trabalhando para manter o diálogo com os países e regiões importadoras de produtos brasileiros”, disse Carvalho, que abriu nesta quarta-feira (3/5) uma agenda de palestras, no auditório da Credicitrus, durante a Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. 

Carvalho ressaltou que o agronegócio é competitivo por se basear em ciência, em tecnologia, em produtividade e em sustentabilidade. “O setor segue investindo em capacitação criativa, em inovação tecnológica e em qualidade”, pontuou. Sobre a Agrishow 2023, ele mencionou que a feira tem um papel importante para o agro, ao trazer esses temas para discussão em suas agendas, além de reunir e equilibrar as cadeias produtivas. “É um evento que une os elos produtivos, desde insumos à produção agroindustrial e de políticas públicas”, enfatiza. 

Com expectativas de que o agronegócio bata novos recordes nessa safra, em especial a de grãos, que beira a casa dos 300 milhões de toneladas, o ex-Ministro Roberto Rodrigues, estima que o agronegócio precisa ter atenção às barreiras internacionais, mas também a algumas demandas internas, como o acelerado crescimento e desenvolvimento tecnológico. “Como exemplo podemos citar o setor de bioinsumos que no país cresce 50% contra 20% no mundo”. 

Bioeconomia, descarbonização, insegurança alimentar, agenda verde e a modernização do setor agropecuário são alguns dos temas que, segundo Carvalho, merecem maior atenção das instituições brasileiras. “Desde 2000, a projeção de crescimento produtivo do agro é seis vezes maior. Tudo com ganho em produtividade e importantes avanços em tecnologia”, avalia. 

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB – Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

_________________________________________________________________________________ 

EDUARDO NAVARRO É REELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA SETORIAL DOS EQUIPAMENTOS DE IRRIGAÇÃO DA ABIMAQ 

Eduardo Porto Navarro foi reeleito presidente da Câmara Setorial dos Equipamentos de Irrigação (CSEI) da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) e assume a gestão do biênio 2023/2025 com os vice-presidentes Cristiano Del Nero, Antonio Alfredo Teixeira Mendes, Laércio José Lavor, Luiz Paulo Heimpel e Marcos Orlando Germek.  A cerimônia de posse aconteceu nesta quarta-feira (3/5) na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

A CSEI apoia o desenvolvimento de agricultura sustentável com o uso inteligente dos recursos naturais graças à tecnologia agregada aos modernos sistemas de irrigação. Este trabalho ajuda a impulsionar o crescimento do setor e do país, pautando-se em ações como o levantamento da área irrigada e linhas de financiamento específicas e direcionadas como o Programa de Financiamento da Agricultura Irrigada (Proirriga).

“O Brasil precisa aumentar a produção de alimentos para exportação sem afetar o meio ambiente e sem expandir área plantada e um dos caminhos para isso é a irrigação. A CSEI tem realizado um excelente trabalho de esclarecimento sobre irrigação e o uso da água de maneira consciente para melhorar a produtividade na agricultura”, observou José Velloso, presidente executivo da Abimaq.

Eduardo Navarro reforçou o apoio da Abimaq ao trabalho da Câmara e ressaltou a educação como um dos focos de atuação da CSEI. “A irrigação é uma tecnologia que cresce 30% ao ano e rompeu a barreira dos 4 mil hectares irrigados no ano passado. Quando se ultrapassa patamares como esse, dificilmente se volta atrás. A indústria da irrigação está preparada para esse crescimento, temos recursos, inclusive os naturais como a água, mas ainda há um trabalho a ser feito na desburocratização do investimento nessa tecnologia”, enfatizou.

Navarro ressaltou ainda que a agricultura irrigada é a única tecnologia que entrega dois dígitos de produtividade a partir do momento em que se investe nela e será, certamente, a quarta revolução na agricultura. “Não precisamos abrir mais terras, derrubar mais árvores para aumentar a produtividade e fazer nosso papel na garantia de segurança alimentar para o mundo. Somos uma tecnologia limpa que cuida do meio ambiente e precisamos falar mais sobre isso”.

_____________________________________________________________________________ 

AGRISHOW É VITRINE DE NEGÓCIOS PARA EMPRESAS DE ENERGIA FOTOVOLTAICA 

Presente pela primeira vez na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, a Serrana Solar acredita no enorme potencial de divulgação proporcionado pela feira. A empresa de energia solar de Caxias do Sul (RS) traz duas soluções para produtores rurais com foco na geração de altos volumes de energia. Um deles é o Driver Bomba Solar, que permite suprir as necessidades de irrigação e bombeamento que costumam ser os mais onerosos para o produtor rural.

Fechamento de negócios e conversão de clientes também está dentro das expectativas da Ilumisol, empresa de Cascavel (PR). Entre as novidades apresentadas nesta edição da Agrishow está o sistema Tracker, dispositivo que altera a posição dos painéis fotovoltaicos durante o dia, acompanhando o caminho do sol para aumentar a produção de energia solar do sistema fotovoltaico. “Baseados em nossas participações anteriores na Agrishow, mantemos boas expectativas para esta edição”, frisou a gerente de Marketing, Kelly Penteado.

Presente pela segunda vez na feira, a EcoPower, empresa de Barretos (SP), traz como novidade os equipamentos e soluções em off-grid, sistema fotovoltaico isolado da rede de distribuição de eletricidade que permite mais independência, autonomia e economia ao produtor. No portfólio da empresa há ainda linhas de crédito exclusivas. Segundo Vânia Casé, gerente de Marketing, a empresa está feliz com os resultados obtidos já nestes três dias de feira e guarda expectativas positivas de fechamento de negócios com os clientes prospectados. 

Conheça nossos Parceiros

Mais Notícias
Pular para o conteúdo