LANCE DUVIDOSO DÁ VITÓRIA AO AMOR E GLÓRIA

LANCE DUVIDOSO DÁ VITÓRIA AO AMOR E GLÓRIA

A primeira partida, muito boa por sinal, foi travada entre o Amor & Glória da Vila Viega e o Gorpe do João Berbel 3, de um lado o técnico Ninão e do outro, Manquinho.

Dentro da quadra os atletas com muita disposição muito grande em busca da vitória, pois somente ela interessava a ambos, vitória que ficou com o quadro do Viega, justamente numa jogada bastante duvidosa de ter ou não a bola entrado. A nosso modo de ver, e de uma posição com o árbitro Riele, ele nos dizia ter marcado pois achou o momento que a bola havia entrado, e que na dúvida marca-se para o ataque, então dos 2×1, para o time do técnico Ninão que começou esta fase ganhando enquanto o técnico Manquinho não está muito bem nesta 3ª fase, em duas partidas empatou uma e perdeu outra.

Eis a equipe do Amor & Glória do Viega: Flavinho, bim e Chera, Efo, Joãozinho (Feio) e Portalupe (Lim). Técnico Nilão.

O Gorpe do João Berbel 3, do técnico Marquinho foi este: Jais, Biudo (Du) e Délo, Iraque (Joãozinho), Marquinhos e Adriano.

Os tentos da partida foram anotados por Portalupe, os dois do Amor & Glória, enquanto Adrianmo marcou o tento de honra do Gorpe. Riele como já comentamos, foi o árbitro da partida, enquanto Júlio foi o mesário.

NOBESE DERRUBA O PENÚLTIMO INVICTO DA 23ª COPA MÁRIO RIBEIRO

Segunda partida entre o Nobese da Nova Cravinhos do técnico Zé Dunga, e o Hotel JP de Ribeirão Preto, do técnico Ademilson, duas feras no comando de duas grandes equipes de futebol de quadra.

O jogo foi muito disputado com os atletas empenhando-se a fundo, na busca da tão esperada vitória, que veio com todo o mérito para a equipe da Nova Cravinhos, pelo marcador de 1×0, com uma grande jogada do Nobese e que terminou com bonita conclusão do atacante Rogério.

Este gol, marcou não só a vitória do clube do Zé Dunga, como a quebra da invencibilidade da equipe do Ademilson, que teve a ausência dos seus principais atletas, o que se aproveitou os rapazes novenses, e conquistaram a vitória, e o time está na vice liderança do grupo.

Zé Dunga mandou a quadra esta formação: Renato, Codorna e Claudiney, Ricardo (Zé Antônio depois Vê), Vê (Bozo e depois Tiago) e Rogério (Pedro depois Luizinho, depois Rogério).

A equipe do Hotel JP, do técnico Ademilson caiu com esta formação: André, Lemão e Nina (Andrezinho) Vado, Dema e Wagner.

Geléia esteve bem na arbitragem, mesário Júlio.

(Notícias extraídas do Jornal A Tribuna Regional de 13 de junho de 1998, edição Nº 549).

25 Anos Atrás

Relembre os eventos do passado de Cravinhos e Região de duas décadas e meia atrás. Informações históricas desde mudanças na paisagem urbana, até eventos marcantes e suas personalidades.

Pular para o conteúdo