Cravinhos, 25 de Abril de 2017
ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
Notícia
Reformas de imóveis e destinação de entulhos
02/08/2011
Toda reforma de imóveis inclui demolição e geração de entulhos na forma de tijolos, telhas, reboco, madeira, metal entre outros materiais. Um estudo publicado pela Associação Brasileira de Limpeza Pública aponta que, nos municípios de pequeno porte populacional, as reformas de imóveis feitas por particulares geram 83% dos entulhos, parte dos quais vão parar em várzeas de ribeirões e lagoas, beira de estradas, terrenos vazios etc. Esses locais se transformam em “botas-foras”, ou seja, pequenos lixões urbanos que atraem insetos e animais como barata, cães e gatos abandonados, escorpião, mosca, mosquito da dengue e rato que afetam a saúde pública.

Além disso, esses lixões urbanos acarretam problemas no sistema de galerias de águas de chuvas e obrigam as Prefeituras a gastar dinheiro do povo com a remoção e destinação correta dos materiais que são ali despejados. Esse dinheiro poderia ser usado nas áreas sociais como assistência social, educação, saúde, entre outras. Em geral o descarte clandestino de entulho tem origem na falta de consciência ambiental e de cidadania da população, ausência de serviço municipal de coleta para pequenos volumes, fiscalização precária ou inexistente, cumplicidade da comunidade com o dono da obra que destina entulhos em “botas-foras”.

A Lei Federal nº 12.305, aprovada em dezembro de 2010, recomenda multar e responsabilizar criminalmente os autores do descarte ambientalmente errado de resíduos e rejeitos. Também obriga as Prefeituras a implantar planos de educação ambiental e políticas de coleta seletiva e tratamento de resíduos e rejeitos residenciais, inclusive pequenos volumes de entulhos. O êxito dessa ação exige o envolvimento dos revendedores dos materiais de construção, projetistas de obras, geradores e os transportadores ou caçambeiros do ramo de resíduos.

Uma das alternativas de tratamento e destinação de entulhos de reformas de imóveis é o revestimento de estradas rurais, a preparação de bases para pavimentos de ruas, assim como; fabricação de argamassa, bancos, blocos, concreto magro, postes de iluminação e sarjetas. Trata-se de um procedimento simples de executar, de baixo custo e grande benefício social, econômico e ambiental, mas que exige vontade ou compromisso de por em prática.

updown
Web by Parceria Online - 2011 - 2017 Todos os direitos reservados
Francisco José Cavalcanti da Silva - Diretor e Proprietário
Kátia Cavalcanti - Administrativo e Financeiro
Leandro Cavalcanti - Jornalista Responsável
Jamila Grecco - Jornalista
Fale Conosco: contato@atribunaregional.com.br
Endereço: Rua Cristiano Barreto, 327
CEP: 14140-000 - Cravinhos - SP
Telefone/Fax: (16) 3951.2228