Cravinhos, 20 de Janeiro de 2018
ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
Notícia
O preço da beleza
12/12/2017

Projeto verão, desafio dos 30 dias, dieta líquida, essas são apenas algumas das muitas soluções que escutamos por aí e que muitas pessoas se submetem para ter aquele corpo desejado. E qual é o preço que pagamos para conseguir este ideal de beleza?
Se alguém te perguntasse: você está satisfeito com o seu corpo? Você se acha belo? Provavelmente muitas pessoas iriam dizer que não se sentem contentes com as características físicas que possui e que deseja modificar algo, ou que faz algo buscando ser mais bonito. Podemos observar que atualmente as pessoas mostram-se mais insatisfeitas com o próprio corpo e buscam por diversas soluções as quais em algumas situações acabam se colocando em risco. Cirurgias plásticas, procedimentos dolorosos e em alguns casos até jejum, tudo para conseguir o corpo perfeito. Mas o que é considerado um corpo perfeito?
A beleza é definida como uma qualidade, propriedade, caráter ou virtude do que é belo; manifestação característica do belo, mas como determinamos o que é bonito e o que não é? Cada cultura, região e sociedade tem seus padrões de beleza, ou seja, algo que consideramos bonito aqui pode não ser visto da mesma maneira em uma país asiático. Desde criança escutamos opiniões das pessoas sobre nós, como por exemplo, quando dizem que somos inteligentes, amorosos, bravos entre outras características e dessa forma, vamos construindo nosso autoconceito, o qual é influenciado pelas pessoas significativas do ambiente familiar, escolar e social, bem como pelas repercussões de sucesso e fracasso que o indivíduo experiência frente às situações. Em conjunto, desenvolvemos também os aspectos da autoimagem e autoestima, o que nada mais é do que as percepções que temos de nós mesmos referente ao nosso corpo e o quanto sentimos que somos capazes de realizar algo. Tudo isso contribui para a forma que a pessoa irá se reconhecer durante sua vida e como ela irá se relacionar emocionalmente com esses aspectos.
Quando as preocupações com o corpo traz dificuldades para a pessoa, procurar a ajuda de um psicólogo pode ajudar na compreensão dos sentimentos envolvidos nesta situação.

 

Kaynara Motta – Psicóloga (CRP: 06/108200)
Psicóloga clínica na empresa Espaço Crescer, Pós- graduanda em Psicologia Fenomenológico-Existencial, Especialização em Neuropsicologia Aplicada à Neurologia Infantil (UNICAMP) e Aprimoramento em Psicologia do Desenvolvimento na Área da Saúde (HCFMRP-USP)
Contato: kaynaramotta@hotmail.com ou (16) 997734185

 

updown
Web by Parceria Online - 2011 - 2018 Todos os direitos reservados
Francisco José Cavalcanti da Silva - Diretor e Proprietário
Kátia Cavalcanti - Administrativo e Financeiro
Leandro Cavalcanti - Jornalista Responsável
Jamila Grecco - Jornalista
Fale Conosco: contato@atribunaregional.com.br
Endereço: Rua Cristiano Barreto, 327
CEP: 14140-000 - Cravinhos - SP
Telefone/Fax: (16) 3951.2228